Plinky is in archive mode. Signups and logins have been disabled. Here's a video of a kitten and a hedgehog to make up for it.

  • This is in answer to:
  • Your blog just went viral. Ok, sorry, not yet. But just imagine. What’s the one post you’d like new readers to see and remember you by? Write that post. See all answers
    • Tarde inesquecível
    • Naquele fim de tarde, na Igreja do centro da cidade, a mais bela obra de arte.


      O sol nem havia ido embora. No céu o azul iniciava o fim de tarde inesquecível. Na Igreja do centro da cidade, a mais bela obra de arte representava a delicadeza das linhas e o contorno do desenho, a perfeição das cores pintadas em tela. Quando eu entrei naquela galeria, nos fundos da Igreja, eu não tinha a mínima ideia do que aconteceria. Estava apenas procurando uma pessoa. Mas entre tantas telas expostas, paisagens, figuras, riscos, cores misturadas, decididamente eu não sabia o que estava me atraindo cada vez mais para dentro daquele ambiente. Mas ao olhar para aquele quadro, entre tantas outras telas interessantes, tive a sensação de estar caminhando para a mais nova direção. Aquela imagem passou a fazer parte do meu imaginário com todas as suas representações inexplicáveis. Aquela obra de arte, com sua originalidade, me transferia a mais bela experiência religiosa tida antes. A pintura representava a perfeição do rosto de Deus. Algo nunca visto antes. Fui tomado de mim mesmo. Senti que estava recebendo um incentivo por estar ali. E na medida em que aderia, minha alma irradiava o brilho da graça Divina que me fazia entender que Deus é que dava o sentido para tudo aquilo. Depois de algumas orações em silêncio, descobri que Deus tornava aquele momento sagrado. Ele que definia particularmente aquele fenômeno e provocava-me na consciência. Havia em mim um forte encantamento a tudo aquilo que estava incompreendido e misterioso. Fascínio e temor. Apenas uma tela, um símbolo, que me levava a sentir algo poderoso e nobre. Que me induziu a abdicar de meu bastar-se. A viabilizar na religião e na arte, a mais sacra experiência religiosa. Sabia não se tratar de uma experiência estrutural, radical e talvez autêntica da fé. À experiência Divina não se pode tão pouco defini-la com apenas a soma estrita de sentimentos humanos. Há formas mais altas e nobres de expressão. Muito além das minhas pequenas descobertas. Mas, naquele fim de tarde, eu estava apenas procurando uma pessoa. Mas entre tantas telas expostas, paisagens, figuras ... cores misturadas, decididamente, fui atraído ao polo do sentido religioso, no terreno atmosférico da fé, que se estenderá inevitavelmente como fora em todas as épocas e culturas, das pinturas rupestres às mais modernas manifestações em tela, na busca da arte, o homem se esbarra no universo transcendental. A mais bela obra de arte me ensinou a rezar diferente de outras vezes. Contribuiu harmoniosamente a mais doce descoberta e compreensão. Favoreceu-me expressivamente a análise desse fenômeno. O registro da pintura em tela, combinado de vários elementos da linguagem visual, com as cores e contrastes, traduziram-me as mais variadas situações vivenciadas no meu cotidiano. E naquele tão venerado rosto Sacro e Bendito, a prática de ser não somente observado e sim amado totalmente... Naquele fim de tarde, na Igreja do centro da cidade, a mais bela obra de arte a me encantar..

       
    • Next Answer
  • Comments

    Leave A Comment

    Please log in to leave a comment.